Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f
Youtubeplay db0358e6953f0d0ec2cd240bca6403729d73b33e9afefb17dfb2ce9b7646370a
.

Quando se abrem os guarda-chuvas - Grupo Farândola Teatro Série Artes da cena

A Farândola Teatro apresenta o primeiro resultado do processo de pesquisa de teatro físico e poético, o espetáculo QUANDO SE ABREM OS GUARDA-CHUVAS, monólogo interpretado pela atriz goiana Fernanda Pimenta, que colaborou com a dramaturgia do escritor carioca João Pedro Fagerlande, e dirigido pela espanhola Elena Diego Marina.
O espetáculo teve estreia em 2011 e já foi apresentado em diversas cidades de Goiás, em outros Estados do Brasil, e também em Portugal e Espanha.
‘Quando se Abrem os Guarda-chuvas’ é um espetáculo que retrata a história de Conceição, uma senhora de setenta e tantos anos, que vive, na monotonia da vida, a lembrança de um tempo que se passou e a realidade de um presente solitário. Inesperadamente recebe um telefonema de um amor da juventude, que pode mudar o futuro que ainda lhe resta. É uma proposta para refletir sobre o amor, a vontade de viver, sobre a esperança e, principalmente, a expectativa de se reviver. Basta estarmos vivos para suportar os obstáculos da vida.
Um espetáculo íntimo e intimista, onde o espectador sente a alma da personagem em suas dores, memórias e alegrias.

 

.

 


Atuação: Fernanda Pimenta
Direção: Elena Diego
Dramaturgia: João Pedro Fagerlande e Fernanda Pimenta
Colaboração: Moncho Rodriguez
Cenotecnia: Ivan Willian
Operação luz/som: Thaíse Monteiro
Produção: Farândola Teatro
Foto: Manuel Meira

Tempo de duração: 50 minutos
Faixa etária: Livre
Lotação: 50 espectadores

Ingressos:
R$ 20 (inteira)
R$ 10 (meia)

Listar Todas Voltar