Weby shortcut
Canal do Centro Cultural UFG no YouTube
Facebook Centro Cultural
Instagram Centro Cultural UFG
debora de sa

Débora di Sá - Show "É Luxo Só"

Dia 29/05 (terça-feira), Débora di Sá se apresenta no Centro Cultural UFG com o Show "É Luxo Só"

deborah de sá

No repertório canções dos mestres da nossa música popular brasileira como “As Curvas da Estrada de Santos”, “Folhetim”,  “Jorge Maravilha” e tantas outras. O show começa às 20h e a entrada é franca.

 

Ficha Técnica:

Débora di Sá - Cantora

Nonato Mendes - Direção musical e músico baixista

Ricardo de Pina - Músico e baterista

Sávio Gonçalves - Músico e tecladista

Felicia Fernandes Garcia - Produtora Executiva

Ney Couteiro - Foto

 

Débora di Sá
Cantora, compositora, atriz e circense, Débora é formada em Canto pelo Instituto de Artes da Universidade Federal de Goiás (UFG), gravou o primeiro CD “O Universo do Sr. Blan Chu” em 2000, com a banda Sr. Blan Chu, da qual era vocalista ao lado de Du Oliveira. O CD foi premiado como revelação pelo site Tudo da Música, da globo.com, em 2001. Também em 2001, a cantora recebeu a Comenda Colemar Natal e Silva e o Diploma de Destaque Cultural 2001, pelo trabalho realizado.

Além de uma carreira em ascensão na música, Débora atuou como atriz em operetas como “Juriti”, de Viriato Correa e Chiquinha Gonzaga; “Guerras do Alecrim e Manjerona” e “Anfitrião”, de Antônio José da Silva e Antônio Teixeira; “Ópera do Malandro” de Chico Buarque, e nos recitais “Operetas com a Graça de Deus”, “O Judeu” e “O Cancioneiro de Armênia”, dirigidos por Demétrio Pompeu de Pina, “Musycal Profano”, “Cabaré Goiano”, “Puro Brasileiro” e “Puro Ouro Brasileiro” de Marcos Fayad, além de participar da peça “Chapeuzinho Vermelho”, dirigida por Luiz Pinheiro e “Despertar da Primavera” de Constantino Isidoro.

Unindo música e teatro, Débora di Sá também compôs as músicas que integram a peça musical “O Circo dos Amores Impossíveis”, em parceria com o poeta Itamar Pires. Com ele, idealizou o espetáculo, montando o roteiro e fazendo a concepção geral. O musical estreou no primeiro semestre de 2010 com grande sucesso de público e crítica. Em parceria com a atriz e diretora Lua Barreto, Débora compôs e dirigiu as trilhas sonoras das peças “A Peleja do Cérebro com o Coração” e “O que Teria na Trouxa de Maria”.

 

Categorias : Destaques

Listar Todas Voltar